04/09/2017 

DU-E: Dúvidas

Edição 224

A estratégia do governo de disponibilizar o novo sistema de exportações em módulos, à medida que vão sendo finalizados, tem a vantagem de colocar em teste as ferramentas antes do seu início efetivo. Porém, tem a desvantagem de gerar muitas dúvidas nos operadores ao testarem o sistema.

Uma das dúvidas recorrentes diz respeito aos itens da Nota Fiscal. Cada produto da Nota Fiscal eletrônica transforma em um item da DU-E cujas informações precisam ser completadas, como o peso liquido de cada item, por exemplo.

Em declarações com grande número de itens, a DUE irá trazer um grande volume de trabalho a quem preenchê-la pois cada item tem suas informações específicas.

Outra dúvida recorrente é sobre a automatização da apresentação da carga para despacho (ACD) depois da recepção da carda pelo depositário.

Não há mais a possibilidade de reter o despacho porque o processo tornou-se automático. Se a carga for desembaraçada, a única forma de reter o processo e cancelando a declaração.

A DU-E traz grande flexibilidade logística às exportações de commodities mas no caso de bens industrializados o efeito de agilidade somente será sentido quando estiverem disponíveis softwares de preenchimento das declarações.

 Claudio César Soares, 54, é professor da Export Manager Trading School e consultor da Rede Dr. Comex

 

 

Fonte: Export Manager