15/08/2014 

Como contratar um Agente de Carga

Edição 77

Agentes de carga são intervenientes das operações de comércio exterior cuja função primeira seria a mesma de um corretor de câmbio, isto é: buscar para o cliente as melhores tarifas de fretes e formular rotas e combinações de modais de transporte que minimizem o custo e o tempo de transporte.

Nos últimos anos, agentes de carga  passaram a incluir em seus serviços de agenciamento os de despacho aduaneiro É a chamada logística integrada.

A logística integrada facilita a gestão das operações porque trabalha-se com um único operador logístico. Porém, concede-se muito poder ao agente de carga e gera-se conflito de interesses já que o agente deve cotar o frete mais baixo e, ao mesmo tempo, ser o representante legal do cliente.

Na atualidade, importadores e exportadores costumam recebem mais emails e telefonemas de agentes de carga do que de clientes e fornecedores. Por este motivo, eis algumas dicas para contratá-los:

1. Não se iluda com um belo catálogo ou um site engenhoso. Agentes de carga devem ter estrutura adequada à atividade que, em alguns casos, é exigida por Lei. Assim, não aceite visitas. Vá até a empresa do agente e confira a estrutura que dispõe para atendê-lo.

2. Peça referências. Agentes costumam se especializar por tipo de produto ou segmento empresarial. Conhecer a carteira de clientes do agente evidencia qual a sua competência e, dependendo do grau de concentração da carteira no seu segmento de atuação, o quanto as suas informações poderão estar à mercê da concorrência. Se você não quer correr este risco, prefira agentes não especializados por tipo de produto.

3. Cuidado com os chamados NVOCC (Non Vessel Operating Common Carrier) que são agentes do transporte marítimo que podem emitir os seus próprios conhecimentos de embarque. São companhias marítimas sem navio. Eles compram espaços em navios de terceiros e os revendem a exportadores e importadores.

Neste tipo de operação, há emissão de, no mínimo, dois conhecimentos de embarque: o do NVOCC e o do efetivo transportador. Com freqüência, recebemos consultas de importadores e exportadores que tiveram seus contêineres retidos porque o NVOCC não pagou o efetivo transportador da carga.

4. Fique atento à negociação dos preços. É comum o agente de carga, sobretudo no modal aéreo, compensar descontos concedidos no frete com sobretaxas “cobradas pela companhia aérea”. Antes de negociar os preços, identifique as taxas e seus valores. Para saber se são cobradas pelo agente ou pela companhia é simples: taxas cujas siglas terminam com “A’ são cobradas pelo agente; se terminam com “C”, são da companhia. Assim: RAC – Taxa de Cargas Perigosas cobradas pela companhia e SOA – Taxa de Armazenagem na Origem cobrada pelo agente.

Aprenda isso e mais. Curse Gestão Aduaneira na Export Manager.
Claudio César Soares, Coordenador dos cursos da Export Manager Business School. cursos@exportmanager.com.br

 

 

Acompanhe nossas redes sociais

     

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com seus amigos.

Fonte: Export Manager